Búzios: planeje sua viagem pós-pandemia


Compartilhar Compartilhar


Armação de Búzios ou Búzios, como é mais conhecida, foi por muito tempo uma tranquila vila de pescadores situadas no Rio de Janeiro. Durante séculos, a extensa vegetação da região e a exuberância de suas praias eram apenas parte da paisagem natural com que a população local já estava a acostumada, até que, a partir da década de 1950, o local começou a receber cada vez mais visitantes e curiosos. O ponto alto dessa fase foi a estadia da icônica atriz francesa Brigitte Bardot por duas temporadas no então vilarejo, entre 1964 e 1965, o que impulsionou mundialmente a fama do lugar, dando início à exploração  turística e à ocupação imobiliária. Atualmente, Búzios integra a trindade da Região dos Lagos, ao lado de Cabo Frio e Arraial do Cabo, e recebe viajantes de todas as origens, chegando a ser comparada à Saint-Tropez.

Muito por conta da necessidade de maior infraestrutura para acomodar o grande volume de visitantes, Búzios passou a desfrutar de grandes investimentos no setor hoteleiro, o que promoveu a transformação de sua ambientação rústica para uma mais moderna. Duas razões contribuíram para essa mudança. A primeira foi a chamada “invasão argentina”, no fim dos anos 1970, que fez com que muitos imigrantes argentinos de boa condição financeira se instalassem na região, adquirissem propriedades e desenvolvessem novos negócios. O segundo motivo diz respeito à emancipação da cidade em 1995, que até então era apenas distrito de Cabo Frio e, por isso mesmo, ficava em segundo plano nas perspectivas de interesse do planejamento municipal. De lá para cá, o potencial que Búzios sempre teve para o turismo foi concretizado, de tal modo que as atividades de lazer se diversificaram bastante.

Região

Por ser uma penînsula banhada por correntes marítimas advindas do Equador e do polo sul, Búzios é caracterizada por ostentar praias com águas geladas e águas mornas, atendendo a todos os gostos. Os ventos fortes que circulam pelo lugar fazem da cidade o ponto ideal para a prática de iatismo e voo livre. São essas características que levam a vegetação do lugar a ser rasteira, semelhante à caatinga, com características típicas de litoral. A temperatura média gira em torno dos 24 ºC e o índice pluviométrico é o mais baixo de todo o estado do Rio de Janeiro, o que significa que chove pouco. Em decorrência da convergência de condições favoráveis, os meses de abril e maio são os melhores para viajar.

Roupas

O fato de o sol ser uma constante em Búzios, os ventos uma máxima e a chuva raramente aparecer pela cidade exige que os turistas levem roupas leves, peças frescas e adereços diversos, como bonés, chapéus e óculos de sol. Opte por bermudas, shorts, camisetas, regatas, blusas, vestidos e saias, além de calçados abertos, como sandálias e chinelos. É claro que um dos maiores atrativos também precisa ser contemplado. Logo, roupas de banho, como sungas, biquínis, cangas e maiôs, são indispensáveis. No mais, é importante apenas se atentar para a possibilidade de praticar esportes radicais. Tênis e botas farão a diferença.

Transporte

Uma boa vantagem pra chegar em Búzios está relacionada ao fato de que Cabo Frio, que fica a apenas 30 km de distância, possui aeroporto. É preciso verificar, contudo, na época de viagem, que companhias fazem esse roteiro e de que cidades os voos partem. Por outro lado, os dois principais aeroportos do Rio (Galeão e Santos Dumont) estão a quase 180 km de Búzios, o que obriga os turistas a recorrerem a outros meios para completar o trajeto, como táxi, uber, transfer ou ônibus de turismo, dependendo da disposição para enfrentar horas de viagem ou gastar mais. De qualquer maneira, caso goste de se aventurar e encarar a estrada, é possível ir de carro, que também auxiliaria nos deslocamentos internos.

Em Búzios, locais para conhecer é o que não faltam. Quando por lá, não deixe de visitar as praias de Ferradura, Ferradurinha, Olho de Boi, Tartaruga e Geribá, por exemplo. A Rua das Pedras e a Orla Bardot também são pontos obrigatórios. Passeios de escuna, bugue, trolley e aquatáxi ainda consistem em opções de diversão certa. Com essas informações em mãos, você tem tudo para preparar uma das melhores viagens, não apenas do período após a pandemia, mas de toda a sua vida.