Obras de construção de empreendimentos passam por mudanças


Compartilhar Compartilhar


Os empreendimentos geridos pela WPA, com obras de construção impactadas por restrições, têm buscado adaptação ao cenário de pandemia da Covid-19. Decretos governamentais e recomendações de isolamento social obrigaram construtoras a revisar rotinas de trabalho e redobrar os cuidados com os envolvidos. Praias do Lago Eco Resort e Varandas Thermas Park, em Caldas Novas (GO), Golden Gramado Resort Laghetto, em Gramado (RS), Ondas Praia Resort, em Porto Seguro (BA) e Thermas São Pedro Park Resort, em São Pedro (SP), são exemplos de rápida adequação à nova realidade, visando o cronograma de entrega e a segurança dos colaboradores.

Praias e Varandas
Praias do Lago e Varandas, em Caldas Novas, tiveram as obras paralisadas ao final do mês de março. A prefeitura local, porém, liberou as atividades de construção civil em 18 de abril, por meio do decreto municipal 712/2020. No Praias, a retomada já foi feita, enquanto no Varandas os preparativos estão sendo realizados. O retorno aos trabalhos conta com novas diretrizes de orientação e prevenção, sob rigorosa fiscalização, incluindo medidas adicionais para reforçar o respaldo sanitário. Exemplo disso é que foram erguidos novos refeitórios no intuito de facilitar a escala de refeições e repartir o fluxo de pessoas entre cada espaço.

Golden Gramado
As obras do Golden Gramado, na Serra Gaúcha, chegaram a ser totalmente interrompidas por decisão administrativa até que o decreto municipal 81/2020, editado em 2 de abril, permitiu o retorno das atividades sob condições especiais. Além dos cuidados básicos, uma boa solução encontrada resultou na implementação de um plano de comunicação através de cartazes e materiais com orientações de prevenção. A colocação de lavatórios em pontos estratégicos também se mostrou acertada. Dessa maneira, a instalação de portas, arranjos elétricos e hidráulicos, revestimentos internos e de fachada, pintura e terraplenagem prosseguiram.

Ondas
No município de Porto Seguro, onde também será erguido o Terranova Ondas Resort, o decreto municipal nº 10.714/20, de 3 de abril de 2020, limitou a 15 o número de trabalhadores reunidos em um mesmo espaço. Como consequência disso, os administradores das obras de construção do Ondas precisaram montar uma força-tarefa para organizar e dispor o máximo de operários permitidos em cada bloco, de modo a manter um ritmo razoável de progresso. Dentre os serviços priorizados, estão a manutenção e controle dos equipamentos de drenagem, instalações elétricas e hidráulicas e contenções em estruturas de concreto.

Thermas São Pedro
Enquanto isso, em São Pedro, a previsão de rigidez para o decreto estadual levou à confecção prévia de um plano de contingenciamento de três meses. Felizmente, ele não precisou ser colocado em prática porque as atividades de construção civil acabaram poupadas, em grande parte, das medidas agudas de isolamento. Com isso, foram tomadas as devidas precauções sem grande prejuízo ao andamento das obras do Thermas São Pedro. Instalações elétricas e hidráulicas, drenagem e ar-condicionado, impermeabilização, revestimento interno e revestimento de fachada continuaram.

Todas as praças recorreram a projetos sistemáticos e inteligentes de proteção aos trabalhadores, agregando novas rotinas de higienização em ambientes compartilhados, a ampla disponibilização de álcool gel e obrigatoriedade de uso de máscaras, estendida aos visitantes. Outra novidade é que os colaboradores passaram a ter a temperatura corporal aferida diariamente como forma de identificar, sem demora, situações suspeitas. No mais, a adoção de escalas de horários para refeições, a organização de refeitórios com respeito à distância mínima entre as mesas e a cobertura médica proporcionaram maior tranquilidade em cada construção.