Além de multipropriedades, WAM Group passa a atuar também no ramo de hotéis e resorts


Compartilhar Compartilhar


Parceira da WPA e detentora de mais de 60% de market share de multipropriedades, a WAM Group, comandada pelos sócios Waldo Palmerston, André Ladeira e Marcos Freitas, é hoje líder mundial no segmento, como você sabe. Atualmente são administrados 21 hotéis pelo país, do Sul ao Nordeste, em locais como São Paulo, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Bahia, no total de 5.760 apartamentos e uma gestão de 83.599 clientes. Como se não fosse bastante, recentemente foi criado um novo modelo de negócio: a parceria com hotéis e resorts. 

Em 2019, a empresa se associou ao Grupo Prive, também comandado por Waldo Palmerston, e adquiriu o icônico Hotel Nacional, no Rio de Janeiro, o Búzios Beach Resort, em Búzios (RJ), a pousada Là-Bas, em Campos do Jordão (SP) e o Novotel Fortaleza, na capital cearense. A WAM Group atua com operações comerciais e empreendimentos de multipropriedades também nos seguintes destinos: Caldas Novas (GO), Olímpia (SP), São Pedro (SP), Suzano (SP), Porto Seguro (BA), Gramado (RS), Bento Gonçalves (RS), Florianópolis (SC), Penha (SC) e Domingos Martins (ES).

No ano passado, a empresa comercializou R$ 1,9 bilhão para 34 mil famílias no país, colocando-se entre as quatro maiores em valor geral de vendas (VGV) na incorporação imobiliária. Infelizmente, com a pandemia, a empresa precisou fechar as operações hoteleiras e de comercialização, mas a expectativa é que o retorno alcance o ritmo que vinha sendo praticado antes.

Atualmente a WAM Group já comercializou quase 200 mil contratos de multipropriedade. Apenas em 2019, a empresa vendeu mais de R$ 2 bilhões, atendeu mais de 145 mil famílias e realizou mais de 37 mil sonhos. Hoje são 26 salas de vendas em operação em 14 destinos, e 23 empreendimentos de multipropriedade lançados, muitos dos quais sob a gestão da WPA – 12 já estão em operação – além de contar com mais de 1.500 colaboradores e parceiros envolvidos nos negócios. A WAM Group planeja um crescimento do ritmo de lançamentos de novos projetos em 14% ao ano entre 2017 e 2021, mais do que o dobro do ciclo anterior, entre 2013 e 2016, de 6% ao ano.